Candidatura de Dilma Rousseff é manchete de primeira página no Le Monde

Jornal Feira Hoje / Adriana Brandão, RFI

"No Brasil, Lula prepara a sucessão à presidência", escreve Le Monde, na página 5, em artigo dedicado à oficialização da candidatura de Dilma Rousseff à presidência ad república pelo PT. Le Monde prevê que o caminho que poderá levar Dilma ao Palácio do Planalto, no lugar do "carismático Lula da Silva", será difícil. O artigo ressalta pontos positivos e negativos no perfil da candidata.

O jornal francês aponta como qualidades de Dilma a inteligência, a capacidade de trabalho e de gestão e os 40 anos de militância política da candidata. No entanto, "ex-guerrilheira e prisioneira política, a atual ministra da Casa Civil não disputou nenhuma eleição, é desconhecida no Nordeste e tem fama de ser uma mulher tenaz, exigente e autoritária". Felizmente para ela, escreve Le Monde, Dilma Rousseff terá como adversário José Serra, que apesar de liderar as pesquisas, também não tem nenhum carisma.

O jornal francês lembra que, pela primeira vez em 30 anos, o PT não indicou Lula como seu candidato à presidência da República. "O Brasil vai ter que se acostumar com a ideia de não ter Lula como presidente." O problema é saber se o PT vai continuar dirigindo o país.

Para Le Monde, Dilma terá uma campanha mais favorável. Ela tem o apoio incondicional do popular Lula e conta com um contexto econômico dinâmico. Além disso, a candidata petista reforçou a necessidade de alianças com uma dezena de partidos para garantir a maioria no Congresso e já foi liberada por Lula para defender o último programa votado pelo congresso do PT, considerado mais radical, conclui Le Monde."
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: