Lula: “Grande obra de governante é fazer sucessor”

Edson Sardinha, Congresso em Foco

"O presidente Lula disse que não transformará a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, em “vaca de presépio” caso ela vença a eleição presidencial em outubro. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Lula descartou a pretensão de voltar ao Palácio do Planalto em 2014 e disse que “a grande obra” que um governante pode deixar é seu sucessor. Na avaliação dele, não é possível realizar um projeto estruturante em apenas quatro anos de mandato.

O petista afirmou que Dilma imprimirá seu próprio estilo de governo caso seja eleita e que terá sempre a sua companhia “espiritual”. Para o presidente, o programa de governo de Dilma, que o PT aprovará hoje, terá tom mais teórico do que prático. Segundo ele, os congressos promovidos pelo partido são uma “feira de produtos ideológicos”.

Lula admitiu que contrariou o PT ao defender a manutenção do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), durante a crise que atingiu a Casa no ano passado. De acordo com o presidente, as denúncias publicadas pelo próprio Estadão eram inconsistentes e não tinham base jurídica. O presidente afirmou que considerou “muito digna” a conduta de Sarney ao longo da crise e condenou o que chamou de “prejulgamento” da imprensa em relação ao senador.

Na entrevista aos jornalistas Vera Rosa, Tânia Monteiro, Rui Nogueira, João Bosco Rabello e Ricardo Gandour, Lula disse ainda que a decisão sobre a escolha do vice de Dilma caberá à candidata e ao PMDB, e que vai insistir com o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) para que ele desista de concorrer à Presidência.

Veja os principais pontos da entrevista concedida pelo presidente ao Estadão:

Dilma
“Ninguém aceita ser vaca de presépio e muito menos eu iria escolher uma pessoa para ser vaca de presépio. Não faz parte da minha vida nem no PT nem na CUT. Eu já tive a graça de Deus de governar este país oito anos. Minha tese é a seguinte: rei morto, rei posto. A Dilma tem de criar o estilo dela, a cara dela e fazer as coisas dela. E a mim cabe, como torcedor da arquibancada, ficar batendo palmas para os acertos dela. E torcendo para que dê certo e faça o melhor. Não existe essa hipótese.”

“Na Casa Civil ela se transformou na grande coordenadora das políticas do governo. Foi quase uma coisa natural a indicação da Dilma. A dedicação, a capacidade de trabalho e de aprender com facilidade as coisas foram me convencendo que estava nascendo ali mais do que uma simples tecnocrata. Estava nascendo ali uma pessoa com potencial político extraordinário, até porque a vida dela foi uma vida política importante.”

“Estou absolutamente convencido de que ela é hoje a pessoa mais preparada, tanto do ponto de vista de conhecimento do governo quanto da capacidade de gerenciamento do Brasil.”

Campanha antecipada?
“Não há nenhum desrespeito à Lei Eleitoral. Agora, o que as pessoas não podem é proibir que um presidente da República inaugure as obras que fez. Ora, qual é o papel da oposição? É criticar as coisas que nós não fizemos. Qual é o nosso papel? Mostrar coisas que nós fizemos e inaugurar.”

“Eu dizer que vou fazer meu sucessor é o mínimo que espero de mim. A grande obra de um governo é ele fazer seu sucessor. Não faz seu sucessor quem está pensando em voltar quatro anos depois. Aí prefere que ganhe o adversário, o que não é o meu caso.”

“Ninguém aceita ser vaca de presépio e muito menos eu iria escolher uma pessoa para ser vaca de presépio. Não faz parte da minha vida nem no PT nem na CUT. Eu já tive a graça de Deus de governar este país oito anos. Minha tese é a seguinte: rei morto, rei posto. A Dilma tem de criar o estilo dela, a cara dela e fazer as coisas dela. E a mim cabe, como torcedor da arquibancada, ficar batendo palmas para os acertos dela. E torcendo para que dê certo e faça o melhor. Não existe essa hipótese.”

Volta à Presidência?
“Não penso. Quem foi eleito presidente tem o direito legítimo de ser candidato à reeleição. Ponto pacífico. Essa é a prioridade número 1.”
Entrevista Completa, ::Aqui::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: