Dilma diz que PAC é 'herança bendita' para próximo presidente, critica 'Estado omisso' e defende 'Estado indutor' de Lula

O Globo / Reuters

“Em seu último grande evento antes de iniciar sua primeira campanha eleitoral, a ministra Dilma Rousseff (PT) afirmou que o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é uma "herança bendita" que o governo deixará para o sucessor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

- O PAC é uma herança bendita que vamos deixar para quem venha suceder o nosso governo - disse a chefe da Casa Civil nesta segunda-feira durante lançamento do PAC-2, conjunto de obras em infraestrutura para o período 2011-2014, com investimentos previstos de r$ 1,59 trilhão.

Ainda no discurso, Dilma criticou o que chamou de "Estado omisso" do modelo anterior e defendeu o que seria o "Estado indutor" do governo Lula.

- Um Estado que entende e respeita o mercado, mas não se omite perante o mercado - destacou a ministra, para depois fazer a comparação com o governo anterior. - Ele se contrapõe ao Estado neoliberal que nos antecedeu que se tornou conhecido por tudo que deixou de fazer. Era o Estado do não. Antes de ser um Estado mínimo foi um estado omisso.

A ministra encerrou seu discurso com a voz embargada.
- É graças a esse novo modelo de Estado que podemos dizer... planejamento, investimento e desenvolvimento com inclusão social. Deixamos para trás décadas e décadas de paralisação... o país voltou a ter rumos.”
Matéria Completa, ::Aqui::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: