Dilma fala sobre a importância do incentivo ao setor agrícola para o Brasil

Brasília Confidencial

“Durante uma visita à Feira Internacional da Tecnologia em Ação, em Ribeirão Preto, na tarde desta quinta-feira, 29/04, a pré-candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, destacou a importância dos programas do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de incentivo ao setor agrícola e defendeu uma reforma tributária para facilitar a venda de produtos para o exterior: “O Brasil precisa produzir não só o produto agrícola em si, mas tem que garantir que toda a cadeia seja capaz de gerar renda e desenvolvimento”, disse a ex-ministra que estava acompanhada do pré-candidato ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, da pré-candidata ao Senado pelo Estado de São Paulo, Marta Suplicy, e do ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci Filho.

Dilma citou programas como o “Mais Alimentos”, criado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para estimular a mecanização dos agricultores familiares e o Programa de Sustentação dos Investimentos (PSI), gerenciado pelo BNDES, que procura estimular a antecipação de investimentos por parte das empresas: “O Mais Alimento permitiu que mais de 25 mil produtores tivessem acesso a equipamentos agrícolas e junto com o PSI foram de fundamental importância para sustentar a produção e gerar desenvolvimento”. Ela defendeu ainda a realização de uma reforma tributária para impedir a concorrência e a guerra fiscal que, a seu ver, “permite que produtos importados entrem no Brasil em condições melhores em alguns estados”. Dilma garantiu que a reforma tributária estará na ordem do dia nos próximos governos.

Sobre os possível prejuízos da agropecuária por conta das invasões de terras promovidas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) durante o chamado “abril vermelho”, a pré-candidata foi enfática: “Não acho que a ilegalidade deva ser premiada”. Ela reafirmou que “governo é governo e movimento é movimento”, acrescentando ser contra invasões ilegais de terra. “Mas não acho que seja correto uma atitude de violência contra os movimentos. Buscar o diálogo é sempre melhor, mas não pretendo de maneira alguma compactuar com qualquer atividade ilegal”, declarou.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: