Festa das mulheres para Dilma


Presidenciável comemora empate com Serra e volta a criticar gestão FHC

Flávia Martins y Miguel, O Tempo

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, visitou Belo Horizonte ontem novamente. Ela participou, à noite, do V Congresso Nacional da Ação da Mulher Trabalhista (AMT), no espaço externo do Mineirinho. Cerca de 600 pessoas participaram do evento, organizado pelo PDT.

Acompanhando a petista no encontro, estavam o ministro do Trabalho e presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, os pré-candidatos da base aliada do presidente Lula ao governo de Minas, Hélio Costa (PMDB) e Fernando Pimentel (PT), e dirigentes partidários de Minas.

No início das atividades, a presidente nacional da AMT, Miguelina Vecchio, convocou para todas as mulheres presentes gritarem "Brasil pra frente, Dilma presidente", enquanto a presidenciável entrava no palco.

Bem à vontade no ambiente, Dilma participou de um debate sobre a atuação feminina em papéis de destaque na sociedade. "Pela primeira vez, uma campanha vai colocar uma mulher na Presidência. (...) Nós podemos conquistar coisas melhores para os brasileiros", disse, no começo de seu discurso de cerca de 20 minutos.

Por várias vezes, repetiu a tese de que uma mulher tem condições de ser presidente do Brasil. "Cheguei ao cargo de maior relevância do governo lula e coordenava todos os ministérios", afirmou, aproveitando para criticar o governo Fernando Henrique Cardoso. Entre as contribuições da gestão Lula para as mulheres, a pré-candidata citou a criação da secretaria especial, a sanção da Lei Maria da Penha e a atribuição às mães da responsabilidade do cadastro dos benefícios do Bolsa Família. Dilma saiu sem dar entrevistas.”
Foto: Terra
Matéria Completa, ::Aqui::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: