Dilma: Lula construiu o alicerce do futuro

A pré-candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff, abre seu coração em entrevista para CartaCapital e detalha o significado do bordão “avançar, avançar, avançar”, deixando claro que é a candidata de um projeto, não de uma pessoa – projeto representado por Lula e, agora, por ela, que assegura a continuidade e o avanço nas mudanças.

José Carlos Ruy, Vermelho.org

A Folha de S. Paulo voltou a repetir (dia 07/06/2010) o costumeiro comentário mal educado a respeito de Dilma Rousseff: apresenta a pré-candidata do campo progressista como criatura de Lula, que a escolheu “a dedo” para sua sucessão.

É um equívoco, veiculado pela enésima vez (agora noutro texto do jornalista Fernando Rodrigues) que, numa coincidência feliz, pode ser desfeito noutra matéria, de gabarito mais elevado, publicada na revista CartaCapital (09/06/2010): a entrevista da pré candidata aos jornalistas Cynara Menezes e Sérgio Lírio, anunciada na capa da revista com a manchete “O que pensa Dilma”.

O equívoco jornalístico que a entrevista desfaz é simples: Dilma não é a candidata pessoal de Lula, como Lula não foi candidato de si próprio em todas as cinco eleições presidenciais em que foi figura central: as disputas de 1989, 1994 e 1998, que perdeu, e de 2002 e 2006, que venceu.

Lula foi candidato de um projeto de mudanças para o Brasil, projeto que tem sua continuidade representada agora pelo nome de Dilma Rousseff. Esta percepção não exige muito discernimento nem elucubração, como revela a entrevista de Cynara Menezes e Sérgio Lírio, na qual a pré-candidata aparece de corpo inteiro e coração aberto.”
Matéria Completa, ::Aqui::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: