Dilma homenageia dona Lindu na terra do presidente Lula

Agência Brasil

“A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, homenageou a mãe do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dona Lindu, durante comício em Garanhuns, onde ele nasceu. Ao falar de esperança, termo usado por Lula em suas duas campanhas, Dilma citou o exemplo da mãe de Lula.

“Quero aqui fazer uma homenagem à dona Lindu, que botou seus filhos em um caminhão pau de arara e foi, com esperança, construir uma vida melhor. A dona Lindu não sabia, e infelizmente não soube, que um de seus filhos seria um dos maiores presidentes que este país jamais teve”, disse Dilma, em discurso de improviso, ao lado de Lula.
O comício é o segundo do roteiro da candidata combinado com a agenda de Lula. Mais cedo, ele lançou o programa Um Computador por Aluno em Caetés, a 13 quilômetros de Garanhuns. (a casa onde Lula nasceu fica em Caetés. À época, Caetés era distrito de Garanhuns.)

Dilma participou de um comício com a presença do candidato a reeleição ao governo de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e de outras lideranças. A cidade, que fica no Agreste de Pernambuco e é conhecida como a Suíça pernambucana devido ao seu clima frio, estava lotada de turistas que participavam o tradicional Festival de Inverno, que há 20 anos é organizado em Garanhuns.
O primeiro a falar foi o prefeito de Garanhuns, Luiz Carlos de Oliveira (PDT), que teve que enfrentar vaias de parte da plateia. Ele foi eleito com o apoio de Jarbas Vasconcelos, principal adversário de Eduardo Campos na disputa pelo governo de Pernambuco. Em seu socorro, saiu o próprio presidente Lula. “Deixem as vaias para aqueles que não vão votar nem na Dilma nem no Eduardo Campos.”

O escritor Ariano Suassuna também esteve presente no palanque. Ele foi recebido com o tradicional hino do bloco Madeira do Rosarinho, Madeira que Cupim não Rói, de autoria de Capiba. Suassuna cantou a música junto com a plateia.

Dilma ressaltou que o governo do presidente Lula promoveu uma verdadeira “revolução pacífica” no Brasil com a inclusão das pessoas mais pobres na classe média. “Queria dizer para vocês que fizemos mais que uma transformação, fizemos uma verdadeira revolução pacífica neste país, com grandes obras de infraestrutura, com escolas universitárias e escolas de ensino técnico. Além disso tudo, criamos valor fundamental, reconhecemos a todos os brasileiros a sua situação fundamental. Demos respeito ao nosso povo”, disse a candidata.

Durante comício em Garanhuns, Lula disse que confia em Dilma. “Esta é uma mulher que eu daria um cheque em branco. Esta é uma mulher que eu daria meu carro para fazer uma viagem”, disse o presidente, que também lembrou a luta de Dilma contra a ditadura militar. Lula afirmou que ela foi presa por lutar por liberdade em um tempo em que era proibido falar em liberdade.

O presidente lembrou também as torturas que Dilma sofreu na prisão. “Essa mulher foi barbaramente torturada. Não existe nada mais grave que o ser humano possa fazer com o outro do que torturar. Vocês sabem por que Jesus Cristo foi torturado”, disse. “Cicatrizes no corpo dela certamente já sararam. Mas o que é mais fantástico é que sararam a alma dela e a consciência dela”, completou o presidente.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: