Emprego e renda continuaram a subir em maio

Brasília Confidencial

“A taxa de desemprego continuou caindo e o rendimento médio dos empregados com carteira assinada continuou subindo, em maio, nas sete regiões metropolitanas pesquisadas pelo Dieese. Comparativamente a abril, o número de desempregados foi reduzido em 38.000, enquanto o de novos contratados chegou a 64.000 apenas nos setores industrial e de serviços.

Na Região Metropolitana de São Paulo a taxa de desemprego chegou ao menor índice apurado em maio desde 1991. Caiu também em Recife e Salvador, manteve-se estável em Porto Alegre e Fortaleza e aumentou somente no Distrito Federal.

A renda média dos assalariados subiu 0,6%, de abril para maio. Foi para R$ 1.243.

Ontem o Banco Central projetou em 7% a taxa média de desemprego neste ano. Se for confirmado, será a menor taxa anual apurada pelo IBGE desde 2002. Para o Banco Central, “a evolução dos indicadores do mercado de trabalho segue compatível com o dinamismo da atividade econômica, registrando-se recuo na taxa de desemprego e melhora qualitativa na geração de postos de trabalho, expressa pela substituição de empregos informais por postos com carteira assinada”.
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: