Em SP, reduto de Serra, Dilma tem vantagem de 1,5 milhão de votos


“O “fator São Paulo” — principal trunfo do tucano José Serra para vencer as eleições presidenciais — caminha para a falência. Antes do início oficial da campanha, o PSDB tinha como estratégia nacional obter vantagem de 4 milhões a 6 milhões de votos no eleitorado paulista para compensar a vantagem da candidata Dilma Rousseff nas regiões Norte e Nordeste.

Vermelho.org

O resultado da pesquisa Datafolha, no entanto, indica um revés aos tucanos. Dilma manteve sua tendência de alta e ultrapassou Serra até mesmo em São Paulo — para surpresa (e desespero) do PSDB. A candidata da coligação Para o Brasil Seguir Mudando saiu de 34% na semana passada e está com 41% agora. Já o ex-governador caiu de 41% para 36%.

É a primeira vez que Dilma lidera no principal reduto tucano. Sua vantagem no estado é de 1,5 milhão de votos — o cálculo leva em conta o tamanho do eleitorado e as taxas históricas de abstenção. Mesmo na capital paulista, governada por Gilberto Kassab (DEM), aliado de Serra, Dilma tem 41% e o tucano, 35%.

São Paulo, governada por Serra até abril e pelos tucanos há 16 anos, é o maior colégio eleitoral do país e o berço político do PSDB. A possibilidade de derrota de Serra no estado abalou até a campanha do candidato tucano ao governo, Geraldo Alckmin. Há o receio de que a candidatura de Alckmin seja contaminada pelo resultado negativo da campanha serrista.

Preocupado com o resultado, o PSDB vai contratar 500 cabos eleitorais para reforçar a campanha na capital paulista. Entre as estratégias de campanha está a distribuição de um jornal para divulgar as principais realizações de Serra na Prefeitura de São Paulo e no governo paulista. Na propaganda do horário eleitoral gratuito de Alckmin, porém, Serra aparece de forma discreta.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: