Dilma diz que Brasil deve manter relação de Estado com Irã

Rafael Nardini, Portal Terra

“Durante visita à Federação Israelita do Estado de São Paulo, a candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou, no inicio da tarde desta segunda-feira (13), que o Brasil deve manter relações de Estado com o Irã e evitar que o acirramento que crie conflitos armados. Usando uma bota ortopédica por conta de uma torção no pé direito, a postulante ao Palácio do Planalto classificou ainda como "bárbaro" o emprego do apedrejamento no País islâmico como pena às mulheres que cometem adultério.

"O Brasil tem de ter relações com vários países. No caso do Irã, o que defendemos é que a melhor estratégia não é a guerra, não é o isolamento (...). Nós temos uma experiência dramática no Iraque e no Afeganistão, que não levam a essa conclusão. Nós somos um povo pacífico", defendeu.

A petista ainda reforçou que buscará, como presidente, a manutenção da paz. "Não é uma relação que você autoriza ou aceita, por exemplo, negações contra o Holocausto. Nem eu nem o governo e o presidente Lula achamos admissível a negação do Holocausto", disse.

Perguntada sobre o porquê de o Brasil se envolver com as questões do governo de Mahmoud Ahmadinejad, Dilma foi sucinta: "Viver num mundo melhor. Qualquer um de nós que abrir mão da paz está defendendo que o método correto é a guerra", pontuou a ex-ministra, que se disse favorável ao direito de Israel e Palestina manterem Estados independentes.”
Foto: Rahel Patrasso, Futura Press
Matéria Completa, ::Aqui::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: