Coordenador da campanha de Dilma diz que Marina tem liberdade para escolher

Débora Zampier, Agência Brasil

“O deputado federal José Eduardo Cardozo (PT-SP), um dos coordenadores da campanha presidencial de Dilma Rousseff (PT), foi perguntado hoje (4) sobre a possível busca do apoio da senadora Marina Silva (PV) para a petista.

“Marina é uma pessoa madura, líder reconhecida pelo país e não cabe a nós tecer considerações sobre o que ela vai fazer”, desconversou Cardozo. Ele afirmou também que a coligação que apoia Dilma vai dialogar com todos os setores que possam reforçar a campanha. Para o deputado, independentemente do apoio ou não de Marina, não há como medir qual será o nível de migração de votos dos eleitores da candidata do PV para a petista.

Cardozo disse ainda que Dilma tem condições reais de ganhar as eleições. “Essa votação de Dilma foi melhor que a de Lula nas últimas duas eleições. Foi uma grande vitória, nossos adversários é que saíram derrotados. Para eles vitória é ter ido para o segundo turno.” De acordo com o parlamentar, os segundos turnos disputados por Lula foram fundamentais para consolidação do governo.

Segundo Cardozo, a coordenação está fazendo uma avaliação sobre erros e acertos da campanha. A primeira conclusão, assinalou, é de que “em momento nenhum baixamos o nível, a campanha foi sadia e positiva”. Entretanto, ele afirma que a mesma constatação não pode ser feita em relação à oposição. “É inegável que houve baixarias. A falta de discurso do adversário provocou inclusive uma denúncia por calunia e difamação do Ministério Público.”

Para Cardozo, a derrota de grandes nomes da oposição nas urnas se deve, em grande parte, ao sucesso do governo Lula. “Nem sempre a oposição foi respeitosa. Na política, os equívocos acabam provocando resultados. A oposição acabou perdendo seu discurso e trocando por gestos desesperados”.

Cardozo afirmou ainda que é possível que a questão religiosa possa ter tirado votos de Dilma. “Foram criados boatos, muitas vezes induzindo eleitor a erro. Pegaram enxertos de fala que deram um tom de leviandade ao que foi dito.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: