A estreIa de Dilma nos grandes salões


Discreta e reservada, a presidente eleita é apresentada por Lula aos líderes mundiais na cúpula do g20

Milton Gamez, ISTOÉ

Um vento gelado invade o lobby do clássico Imperial Palace Hotel, um dos melhores cinco-estrelas de Seul. São três e meia da tarde da sexta-feira 12 e a porta da frente está aberta para a chegada de uma autoridade. A presença de seguranças e militares armados contrasta com a delicadeza do vestido cor-de-rosa de Julie, uma bela recepcionista coreana destacada somente para dar as boas-vindas aos hóspedes vips que passam por ali. Minutos depois, entra Dilma Rousseff. A presidente eleita do Brasil acaba de acompanhar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na reunião de cúpula do G20, na qual foi apresentada aos mandatários de 20 paí¬ses desenvolvidos e emergentes, como o americano Barack Obama e o chinês Hu Jintao. Cabeça erguida, ela passa rapidamente pelo hall e some no elevador que estava à sua espera, rumo à suí¬te presidencial. Nem deu tempo de apreciar as delicadas porcelanas japonesas e inglesas do início do século passado, em exposição permanente sobre móveis antigos do hotel. A seis semanas da posse, Dilma já é tratada e se porta como aquilo que é: uma das mulheres mais poderosas do mundo.

A presidente eleita estreou no cenário externo justamente no último grande evento internacional do presidente Lula. O G20 é o grupo de elite dos países mais influentes da nova ordem econômica mundial, retrato de uma era marcada pelas dificuldades dos desenvolvidos e pela pujança econômica dos antigos emergentes, que agora começam a ser chamados de “países de alto crescimento”. Os presidentes dos Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Reino Unido e Itália sentam lado a lado com os colegas do Brasil, da China, Rússia e Índia. Também participam os líderes da Coreia do Sul, da Argentina, da Austrália, da Turquia, do México e da Arábia Saudita, entre outros. Não foi por acaso que Lula escolheu esse fórum para exibir o troféu de sua sucessão. Dilma, prometeu o brasileiro aos colegas, não irá decepcioná-los. O Brasil está na melhor fase em décadas e Dilma já faz parte dessa história de sucesso, disse ele. “Estou tranquilo. O G20 nem sentirá falta do presidente Lula porque ela fará muito mais bonito”, afirmou, diante do olhar sisudo da eleita. “Agora, faltando um mês e meio, só cabe torcer para que ela monte um grande governo e possa ter mais sucesso do que eu tive”, afirmou.”
Matéria Completa, ::Aqui::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: