Ao completar 31 anos, PT encara desafio de ser governo sem Lula

Partido entra no 3º mandato com compromisso de preservar bandeiras e pautar debate

José Henrique Lopes, do R7

Em outubro do ano passado, o PT encarou pela primeira vez uma disputa presidencial sem mandar a campo a sua principal estrela. Impedido por lei de tentar o terceiro mandato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se transformou em um poderoso cabo eleitoral e foi um dos principais responsáveis pela vitória de Dilma Rousseff, sua ex-ministra.

Novos desafios, porém, surgem no horizonte. Ao completar, nesta quinta-feira (10), 31 anos de história, sendo oito no Palácio do Planalto, o PT se depara agora com a inédita situação de ser governo sem Lula, que retorna hoje à condição de presidente de honra do partido.

Mas, se é certo que, como ex-presidente, Lula já não terá a influência de outros tempos, por outro lado ninguém acha que ele se contentará com a condição de mero espectador. Questionado sobre o papel a ser desempenhado pelo ex-presidente, José Eduardo Dutra, presidente do PT, disse que é um engano achar que Lula “vestirá o pijama”.

Os petistas ressaltam, porém, que há diferença entre opinar sobre o governo e externar posições sobre o futuro do país. Neste caso, o entendimento é de que Lula será importante para levar ao debate público as demandas e bandeiras do partido que fundou em 1980.

O deputado federal Ricardo Berzoini, que foi ministro no governo anterior e presidiu o PT entre 2007 e 2010, diz que, mesmo com a troca de comando no Palácio do Planalto, pouco mudará para o PT.

- Entendemos que este é um governo de prosseguimento do governo Lula, e que, de certa forma, dá continuidade também a essa relação intensa com o PT. Temos já um bom diálogo em relação às principais políticas e esperamos consolidar esse processo nos próximos meses.”
Matéria Completa, ::Aqui::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: