Dilma: mesmo com problemas no PDT, Lupi continua ministro

Laryssa Borges, Portal Terra

“A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta quinta-feira que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, continua como representante do PDT no primeiro escalão do governo, mesmo com as desavenças ocorridas por conta da pressão de pedetistas por um aumento maior para o salário mínimo.

"Sem dúvida nenhuma (fica no cargo). Acho estranho como é que em alguns momentos os meus ministros ficam ou saem, de acordo não comigo. Sou nessa história a última a saber, queria entender porque o ministro Lupi não ficaria. O ministro Lupi é ministro da minha inteira confiança", disse a presidente, após receber, no Palácio do Planalto, o primeiro-ministro do Timor-Leste, Xanana Gusmão.

"O PDT estará no Ministério do Trabalho. Eventuais problemas dentro da base serão resolvidos pelo próprio partido, e não pelo governo. O ministro Lupi é, vou reiterar, ministro da minha confiança", afirmou DIlma. Após a confirmação do PDT como o partido da base governista que mais apresentou dissidências na votação do novo valor do salário mínimo, a presidente determinou nesta quarta que os pedetistas não fossem convidados para a primeira reunião com líderes da base aliada desde que a sucessora de Lula tomou posse, em 1º de janeiro.

A determinação de limar o PDT, que teve no deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical (PDT-SP), o principal articulador para a definição de um salário mínimo maior que os R$ 545 defendidos pelo Planalto, é uma demonstração de força da chefe do Executivo, que também já frustrou deputados e senadores ao cortar R$ 18,5 bilhões dos R$ 21 bilhões das emendas parlamentares no anunciado contingenciamento de R$ 50 bilhões.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: