Dilma defende solução pacífica para África e desarmamento nuclear

Ela recebeu premiê sueco e falou de oportunidades de investimento. Presidente também defendeu candidatura de brasileiro para a FAO.

Nathalia Passarinho, G1

A presidente Dilma Rousseff defendeu nesta terça-feira (17), após reunião com o primeiro-ministro sueco, Fredrik Reinfeldt, que haja um desarmamento nuclear “abrangente” nas nações detentoras de armas atômicas e pediu que as Nações Unidas interfiram de forma pacífica nos conflitos em países islâmicos.

“Apresentei a posição do Brasil sobre os conflitos no Oriente Médio e no norte da África, ressaltando nossa preocupação com o bem estar das populações civis em todos os países da região. O Brasil espera que a comunidade internacional ajude os países da região por meio do diálogo, da negociação, com estrito respeito à soberania nacional, às liberdades civis e aos direitos humanos”, afirmou.

A presidente também disse que a redução dos arsenais atômicos é necessária ao desarmamento mundial. “Suécia e Brasil defendem que o desarmamento passa não apenas pela redução dos arsenais, mas também pela redução abrangente do papel das armas nucleares e, sobretudo, conduzindo à redução dos armamentos atômicos.”
Foto: PR
Matéria Completa, ::Aqui::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: