Dilma e Chávez deverão se encontrar em junho

Chanceleres de Brasil e Venezuela disseram que adiamento prepara melhor os acordos

Renan Ramalho, R7

“Deverá ficar para junho uma nova visita do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ao Brasil, no que será o primeiro encontro dele após a posse de Dilma Rousseff como presidente. A visita, marcada para esta terça-feira (10), foi adiada por conta de uma lesão no joelho do mandatário venezuelano.

A informação foi confirmada pelo chanceler Nicolás Maduro, que se reuniu por cerca de uma hora nesta manhã com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota. Ao final, ambos falaram que o adiamento servirá para "preparar melhor" o encontro.

Na pauta, os dois países planejam cooperação do Brasil em projetos agrícolas, através da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária); em parcerias industriais, com assessoria do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada); além de um amplo programa nacional de habitação promovido por Chávez, semelhante ao Minha Casa, Minha Vida.

Ontem, Dilma e Chávez conversaram por telefone. Segundo Maduro, a presidente brasileira também confirmou que deverá visitar o país vizinho nos dias 5 e 6 de julho, quando a Venezuela comemora 200 anos de sua independência e Caracas sediará a implantação da Calc (Cúpula da Unidade da América Latina e Caribe).

- Vai ser um momento histórico realmente muito importante para todos os países da América Latina, igualmente para conversar um tema vital para colocar um esforço na cooperação bilateral.
O chanceler evitou falar sobre a participação da estatal petrolífera venezuelana PDVSA na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. A Petrobras cobra da “sócia” os recursos não repassados.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: