Dilma Rousseff recebe delegação que disputou o Pan



Presidenta condecora atletas que levaram o Brasil a ficar em terceiro lugar, e adianta que apoio aos atletas vai aumentar

Guilherme Amado, Correio Braziliense

Parte da delegação brasileira que participou dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara foi recebida ontem no Palácio do Planalto pela presidente Dilma Rousseff e pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo. Os atletas deram um casaco da delegação para a presidente, com o nome dela escrito, e agradeceram o incentivo do governo federal ao esporte. Este ano, o Brasil enviou o maior número de competidores de sua história a um Pan: 515. Dilma afirmou que o apoio vai aumentar.

Entre um “Você é alto, hein, rapaz?” e um “Dilma, faz um sorrisinho para eu tirar uma foto com você?”, os atletas e a presidente ficaram cerca de 20 minutos juntos. Em um breve discurso, Dilma agradeceu o empenho dos competidores e disse que eles servem de exemplo para a juventude brasileira, pela garra e determinação. “Quem insiste, treina e investe na sua capacidade, consegue. Vocês são exemplos, são guerreiros. É um imenso orgulho estar hoje (ontem) aqui recebendo vocês. Tenho certeza de que o Brasil inteiro gostaria de estar aqui”, afirmou.

Após o discurso da presidente, o jogador de vôlei Emanuel pediu o microfone e, em nome de toda a delegação, agradeceu o incentivo aos atletas, prática que, segundo ele, aumentou no governo Lula e continuou na gestão Dilma. “Esta é a oportunidade de todos agradecermos pelo que foi feito, e a evolução que teve nestes últimos nove anos o apoio ao esporte”, disse Emanuel, ouvindo de Dilma, em resposta, a promessa de que o incentivo será ampliado.

Morador de Brasília, o casal de lutadores de caratê Lucélia Ribeiro e Douglas Brose disse que no Distrito Federal também já existem boas condições para que novos atletas surjam e se desenvolvam profissionalmente. Os dois se revezam entre Florianópolis, cidade natal de Douglas, e a capital federal. “Ainda não atingimos o patamar ideal, mas estamos caminhando para isso. Brasília, em especial, é um celeiro de atletas muito bons e tenho certeza de que em breve todos vão conseguir competir em suas modalidades e viver de esporte, o que é mais difícil de se atingir”, explicou Lucélia, dona de quatro ouros em quatro participações em Pans e primeira carateca brasileira na história a liderar o ranking mundial da modalidade.

Revelação no atletismo, Rosângela Santos disse que, agora, a missão é se concentrar nos treinos. “O que falta evoluir é no treinamento. A gente precisa se esforçar mais. O apoio para treinar, a gente não tinha. Agora dá para treinar com calma.”

Diego Hypólito, um dos que pediram para tirar foto com Dilma, também destacou a necessidade de empenho dos atletas. “Medalha só vem com muito esforço e dedicação. É o que eu vou tentar para as Olimpíadas de Londres.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: