A militares, Dilma defende modernização das Forças Armadas



“A presidente participou nesta segunda-feira da cerimônia de comemoração do 147º aniversário da Batalha Naval do Riachuelo

Terra

Em mensagem a militares da Marinha, a presidente Dilma Rousseff reafirmou nesta segunda-feira a necessidade de modernização das Forças Armadas brasileiras, e considerou o reaparelhamento da força naval uma "exigência estratégica".

"Na atual ordem global, vimos assumindo uma posição político-estratégica que impõe ao Brasil novas atribuições e desafios na defesa da paz", disse Dilma em mensagem lida durante a comemoração do 147º aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, ocorrida em 1865 durante a Guerra do Paraguai. "Diante dessa realidade, os esforços de reaparelhamento da Marinha são uma exigência estratégica", afirmou a presidente.

Dilma destacou a atuação da Marinha no apoio às ações de segurança pública no Rio de Janeiro, em casos de calamidade ambiental e nas intervenções no Líbano e no Haiti - onde o Brasil lidera a missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU), conhecida como Minustah.

"A atuação de nossas Forças Armadas neste processo, seja por meio de missões sob a égide da ONU e da OEA (Organização dos Estados Americanos), seja na defesa de nossas fronteiras e de nossa soberania, requer equipamentos de qualidade, prontos a serem utilizados, e pessoal adequadamente preparado e motivado", disse a presidente na mensagem.

No texto, Dilma também reconheceu a atuação da Marinha na proteção da "Amazônia Azul" brasileira e na defesa da soberania no País. Ela citou ainda avanços no Programa de Desenvolvimento de Submarinos, que resultará na construção de um submarino com propulsão nuclear. Outros quatro submarinos convencionais também estão em construção, segundo a Marinha.

Em maio, o ministro da Defesa, Celso Amorim, disse que o Brasil pretende aumentar seus gastos na área de defesa dos cerca de 1,5% atuais do Produto Interno Bruto (PIB) para 2% em até dez anos, revertendo movimento de cortes verificado nos últimos anos. Para 2012, o Ministério da Defesa prevê R$ 13,2 bilhões para custeio e investimento e tem uma promessa para elevar esse orçamento em mais R$ 1,6 bilhão.”
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR/Divulgação
Matéria Completa, ::Aqui::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: