Lula e Dilma aceleram formação de uma nova aliança com o PMDB

Correio do Brasil 

“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou o dia em encontros e discussões políticas, na Capital Federal, com a presidenta Dilma Rousseff, o presidente do Congresso, Jose Sarney (PMDB), e o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), além dos presidentes peemedebista e petista Valdir Raupp e Rui Falcão, respectivamente. Estiveram presentes às discussões ainda os presidentes da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT) e líderes das bancadas no parlamento
. Lula preferiu declinar do convite para o jantar no Palácio Alvorada, preferindo reuniões pontuais com cada um dos aliados, “para facilitar a costura de um grande acordo nacional entre os dois partidos, com vistas às eleições de 2014, para reconduzir a presidenta Dilma ao cargo por mais quatro anos”, afirmou, preferindo não ser citado nominalmente, um dos participantes do encontro com o ex-presidente da República e principal articulador da nova aliança.

Dilma, após o encontro com o ministro interino das Minas e Energia, Marcio Zimmermann, no início da tarde, liberou sua agenda para conversar com as cúpulas do PT e o PMDB até a hora do jantar, no Alvorada. Segundo assessores do ex-presidente Lula, estava previsto o seu regresso a São Paulo no final da tarde, “mas a gente nunca sabe”, observou um deles. Após as eleições municipais, as cúpulas dos dois partidos que integral o poder no país têm conversado sobre a reorganização do espaço no governo e as estratégias para 2014. Presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), um dos principais líderes da legenda de centro, disse que o PMDB reiterou à presidenta o seu apoio à reeleição em 2014.

Até a hora do jantar, as principais linhas do programa de atuação política do PT e do PMDB devem sofrer pequenos ajustes, com a consolidação de um espaço maior para o PMDB no governo e a proximidade do partido com o PT e o Planalto. A conversa com o Partido Socialista Brasileiro (PSB), no entanto, está longe de um final feliz. Tanto que o governo está cauteloso para não aumentar a área de atritos. Lula enfrentou abertamente a legenda no Nordeste, onde tem sua base mais forte, e deflagrou um confronto direto com os socialistas em municípios como em Recife e Fortaleza, mas foi derrotado.”
Matéria Completa, ::AQUI::
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: