Dilma diz que eleição de Vannuchi para comissão da OEA é motivo de orgulho para o governo


Luana Lourenço, Agência Brasil

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (7), por meio de nota, que a eleição do ex-ministro Paulo Vannuchi para uma das vagas da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), da Organização dos Estados Americanos (OEA), é motivo de orgulho para o governo brasileiro.

Na nota, Dilma destacou o papel de Vannuchi no resgate da memória das vítimas da ditadura militar e na implementação das políticas públicas de direitos humanos no país.

“No Brasil, Vannuchi consolidou o papel institucional da Secretaria de Direitos Humanos e contribuiu para o resgate da verdade histórica sobre as vítimas da ditadura. Sua capacidade de trabalho, seu empenho e dedicação asseguram que dará contribuição relevante à OEA e ao compromisso brasileiro com o fortalecimento do Sistema Interamericano de Direitos Humanos”, diz o texto.

Vannuchi comandou a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República entre 2005 e 2010, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ex-ministro foi eleito para a CIDH em votação concluída ontem (6) pela OEA, junto com os candidatos dos Estados Unidos, James Cavallaro, e do México, José de Jesús Orozco Henríquez.

A comissão é formada por sete membros e é uma das entidades do Sistema Interamericano de Proteção e Promoção dos Direitos Humanos nas Américas, integrada também pela Corte Interamericana de Direitos Humanos.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: