Dilma Rousseff e Lula defendem governo


DiáriodePernambuco.com.br 
 
“Bastante rouca, a presidente Dilma Rousseff participou nessa quinta-feira, em Salvador, ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do último seminário para exaltar os 10 anos do PT no governo federal. Ela abriu sua fala afirmando que o grande obstáculo do governo brasileiro é a desigualdade, que atinge o país tanto em questões econômicas e sociais, quanto raciais e de gênero. Reforçando o discurso que tem sido adotado pelo PT nas últimas semanas, e desconsiderando a queda da própria popularidade nas pesquisas recentes, ela afirmou que as grandes manifestações ocorridas pelo país fazem parte do projeto político da legenda. “Nosso governo venceu a fome e a miséria extrema. Criamos cidadãos mais conscientes, com novos desejos e que precisam se manifestar. Esse é o caminho natural do desenvolvimento”, avaliou.

A presidente voltou a defender os pactos propostos ao Congresso. Quando o tema foi saúde, Dilma falou novamente da ausência total de médicos em 700 municípios brasileiros e do grave déficit em outros 1.900, mas não mencionou o polêmico aumento de dois anos na duração dos cursos de medicina, medida que integra o programa Mais Médicos. Encerrando seu discurso, ela ressaltou que o plebiscito é o melhor caminho para a reforma política que deve acontecer em breve. “Há quem queira interpretar a voz das ruas como se nada tivesse sido feito nestes 10 anos. Há uma década, com o PT, o país não fecha o ano fora da meta da inflação. Não podemos permitir que sejam enganados aqueles cidadãos que não recebem toda a informação disponível”, provocou.

Antes dela, Lula, que prometeu ser breve, falou por uma hora. Ele disse que a presidente cumprirá suas promessas de campanha ao fim do primeiro mandato e que o grande defeito do partido foi dar “voz e vez” para os pobres. “O que seria o Brasil sem nós? A gente tem de olhar há 10 anos quando chegamos ao governo. Temos o direito de reivindicar tudo que falta e o dever de dizer que tudo aquilo que conquistamos”, disse Lula, recebido pela claque por gritos de “Olê-olê-olê-olá, Lula, Lula”. E complementou: “Terminei o (primeiro) mandato com muito orgulho porque cumprimos tudo aquilo que tínhamos prometido. Tenho convicção de que o mesmo vai acontecer quando terminar o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff”.

Lula e Dilma se reuniram por mais de três horas no local do seminário. O governador da Bahia, Jaques Wagner, e o presidente nacional do PT, Rui Falcão, participaram da conversa. Do lado de fora, um grupo de 150 manifestantes protestava, sem incidentes. O seminário na Bahia encerra o ciclo de palestras para exaltar os 10 anos de gestão petista, Belo Horizonte, Porto Alegre, São Paulo, Curitiba e Fortaleza receberam o evento."
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: