Dilma relembra Tancredo "na minha querida Minas"


Presidente Dilma Rousseff sobe sem cerimônia no palanque da reeleição em Minas Gerais; sob atenção total do comando tucano, ela desata pacote de R$ 1,6 bilhão em verbas para cidades históricas em plena São João Del Rei, berço político do presidenciável tucano Aécio Neves; cita Tancredo Neves, avô dele, e é aplaudida no Estado que chamou de "minha querida Minas Gerais"; o que o neto vai achar da lembrança?; invasão de território? cerimônia terminou sob gritos de "olê-olê-olê-olá-Dil-ma-Dil-ma!"

Brasil 247 / Abr

Terminou sob gritos de "olê-olê-olê-olá-Dil-ma-Dil-ma!" a cerimônia de seleção de projetos de Cidades Históricas que serão contempladas com R$ 1,6 bilhão do PAC. O tom político dominou toda a cena, realizada em São João Del Rei, em Minas Gerais, berço político da família Neves, do ex-presidente eleito Tancredo Neves e do neto dele, presidenciável tucano Aécio Neves. Em seu discurso, a presidente Dilma Rousseff lembrou Tancredo e lembrou suas origens ao tratar o Estado como "minha querida Minas Gerais". O alto comando tucano acompanhou à distância todo o evento.

A saudação a Tancredo foi feita logo no início do discurso de Dilma, no início da tarde desta terça-feira 20. Na cidade, ela anuncia a seleção de projetos que serão contemplados com R$ 1,6 bilhão de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas. "Um país que honra seu patrimônio, a recuperação das suas cidades históricas, dos monumentos e da própria história é um país também que contribui para a civilização e a educação", declarou Dilma sobre o investimento, logo depois de destacar a aprovação, pelo Congresso, da destinação de royalties do petróleo para a educação.

O programa foi criado para desenvolver e proteger o patrimônio e tem 44 cidades de 20 estados incluídas nessa etapa. Os recursos poderão ser investidos na recuperação e revitalização das cidades, restauração de monumentos e para o desenvolvimento econômico e social e suporte a cadeias produtivas locais. "As cidades históricas ecoam aquilo que é significativo na construção da nossa cultura. Nos honra, nos identifica, e a sua preservação será nossa maior homenagem àqueles que construíram nossa nação", acrescentou a presidente.

Além de R$ 1,6 bilhão em investimentos, também será anunciada uma linha de crédito de R$ 300 milhões para financiar obras em imóveis particulares localizadas em 105 cidades com áreas tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Escolhida para o anúncio, São João Del Rei vai receber R$ 550 mil para sinalização turística, segundo informações da prefeitura. Também estão na lista do PAC Cidades Histórica municípios como João Pessoa (PB), São Luís (MA), Belém (PA), São Miguel das Missões (RS), Corumbá (MS) e São Luís do Paraitinga (SP).”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: