Em Minas Gerais, Dilma anuncia medidas de apoio aos produtores de café


Luana Lourenço, Agência Brasil
 
“A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje (7), em Varginha, sudeste de Minas Gerais, três medidas de apoio ao setor cafeeiro, que enfrenta crise por causa dos baixos preços de comercialização.

Segundo levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), nos últimos meses, os preços pagos aos cafeicultores pela saca de 60 quilos têm ficado abaixo dos custos de produção e do preço mínimo. Na safra 2012/2013, os preços do grão caíram, em média, 24% nas principais regiões produtoras.

O governo autorizou o lançamento de contratos de opção de venda de 3 milhões de sacas do grão, com pagamento de R$ 343 para cada uma e vencimento em março de 2014. Com os contratos de opção de venda, o produtor garante a comercialização antecipada da safra ao governo. O contrato com data de vencimento futura permite também que o produtor venda sua safra no mercado, caso encontre preço melhor.

A segunda medida para os cafeicultores anunciada por Dilma foi a liberação de crédito para financiar a estocagem de café até que os preços de venda ao mercado melhorem. “Vocês não precisam comercializar imediatamente sua produção, porque vão dispor de recursos para manter estocada na expectativa de aumento de preço da safra nos próximos meses”, explicou.

Dilma também anunciou a liberação de recursos para a política de preço mínimo para compra do grão, o que beneficia diretamente os pequenos produtores. “Com isso, evitamos que os pequenos, que precisam do recurso no curto prazo, vendam por um preço ruim”, avaliou.

“Esperamos que os cafeicultores tenham condições tanto para produzir quanto comercializar sua safra, é esse o sentido deste anúncio”, resumiu. Dilma apresentou as medidas durante a cerimônia de inauguração do campus avançado da Universidade Federal de Alfenas (Unifal) no município de Varginha. Minas Gerais concentra a maior parte de produção de café do país, com 52,66% da área nacional cultivada, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O setor cafeeiro aguardava o anúncio há alguns dias, mas o governo preferiu adiar a divulgação, para que Dilma pudesse apresentar as medidas durante a visita à maior região produtora do país.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: