TIM acessou dados de Lula e Dilma



Nenhum dos dois tentava comprar telefone, o que justificaria eventual consulta ao cadastro nos arquivos da Serasa. Empresa alega que acesso foi feito em uma loja franqueada por dois funcionários e não estava relacionado a atividade comercial. Eles foram demitidos

Brasil 247

Em mais um capítulo do polêmico acordo entre TSE e Serasa de compartilhamento de dados de eleitores, a coluna de Mônica Bergamo deste sábado aponta que o cadastro da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula foi bisbilhotado pela TIM, sem relação com nenhuma atividade comercial. Leia:

CHAMADA INDISCRETA

Dados da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula foram vasculhados por funcionários da TIM nos arquivos da Serasa. Nenhum dos dois tentava comprar telefone, o que justificaria eventual consulta ao cadastro.

ÉTICA

Questionada pela coluna sobre os motivos da bisbilhotice, a TIM disse que faria uma investigação interna. Ontem, informou que demitiu dois funcionários por agirem em desacordo com seu código de conduta. "Detectamos que o acesso foi feito em uma loja franqueada e não estava relacionado a atividade comercial", diz Mario Girasole, diretor de relações institucionais da empresa.

RANKING

Nesta semana, o site Consultor Jurídico divulgou dados que a Serasa fornece a seus clientes como a renda presumida de autoridades e sugestões de limite de crédito. Dilma, que tem salário de R$ 26.723,00, aparecia com renda presumida de R$ 3,7 mil e crédito de R$ 2,1 mil. Lula merecia limite de crédito de R$ 10,8 mil e Fernando Henrique Cardoso, de $ 778.

JOIA RARA

"O Lula deve ser muito mais rico do que eu", diz FHC, em tom de brincadeira. O site informou também que a Tiffany & Co. fez uma consulta ao cadastro dele no Serasa em 5 de junho. O ex-presidente, no entanto, nega ter ido à joalheria nesse dia. E diz que não sabia da consulta a seu CPF. A empresa confirma e diz que vai averiguar a razão da consulta.”
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: