Dilma rebate Globo: "Minha meta é de seis mil creches"


Presidente responde reportagem de hoje do jornal da família Marinho, que aponta atraso na entrega de 8.685 creches prometidas pelo governo federal; "Minha meta é de seis mil creches. Quem foi que aumentou para oito mil?", questionou Dilma Rousseff em Belo Horizonte, onde inaugurou duas creches e firmou parceria com a Prefeitura para a construção de mais 44; "Uma coisa que me intriga: quem são as fontes do Planalto além das fontes de água?", ironizou ainda a presidente; em nova visita ao reduto do presidenciável tucano Aécio Neves, ela afirmou que a educação é a "âncora" de um país sem miséria


Em nova visita ao reduto político do adversário tucano Aécio Neves, a presidente Dilma Rousseff rebateu hoje reportagem d´O Globo que apontou atraso na entrega de creches pelo governo federal. Segundo o jornal da família Marinho, a presidente vem acelerando inaugurações de unidade de educação infantil, como fez hoje em Belo Horizonte, a fim de "tentar cumprir pelo menos metade da meta de entregar 8.685 creches até o fim do seu mandato".

"Minha meta é seis mil creches. Quem foi que aumentou para oito mil?", questionou a presidente, durante seu discurso. Ela ironizou ainda as supostas fontes do Planalto às quais são atribuídas diversas informações publicadas pela imprensa. "Uma coisa que me intriga: quem são as fontes do Planalto além das fontes de água? Porque tem muitas belas fontes de água por lá. Mas espero que as fontes do Planalto se restrinjam às fontes de água", brincou.

O texto do Globo diz ainda que, "com 1.180 creches abertas em sua gestão, Dilma teria que inaugurar 31 novas unidades por dia até junho de 2014 para cumprir a meta traçada". A reportagem aponta que há um impasse entre União e municípios, uma vez que a Constituição define que a educação básica, de 0 a 5 anos, é de responsabilidade das Prefeituras.

Ontem Dilma fez uma crítica parecida ao comentar o leilão do pré-sal, em referência a reportagens que indicavam que o governo pretendia rever o modelo de partilha. "Aqueles que querem mudar isso, mostrem suas faces e defendam. Não atribuam ao governo o interesse em modificar qualquer coisa. (...) Muitas vezes eu acordo de manhã e olho para o espelho e pergunto a mim mesma: 'quem será essa fonte do Planalto? É uma coisa que me intriga, viu?".
'Não basta a economia crescer'

Dilma defendeu, em seu discurso em BH, que não basta a economia do Brasil crescer, é preciso também que sua população cresça junto. "Apostamos num país que queremos ver como nação desenvolvida, e ñ só onde a economia cresce e se desenvolve, mas q a sociedade cresce junto", afirmou, em Belo Horizonte, onde inaugurou duas creches e assinou parceria com a Prefeitura para a construção de mais 44.

Mais cedo, pelo Twitter, a presidente anunciou que neste governo, foram anunciadas 1.169 pré-escolas de educação infantil e outras 3.215 estão em construção. No evento de hoje, esteve presente o prefeito da capital mineira, Marcio Lacerda (PSB), mas o governador Antonio Anastasia, um dos principais apoiadores de Aécio, não compareceu. Segundo o governo, apenas em Minas Gerais são 727 creches aprovadas pelo programa Proinfância, das quais 161 já estão concluídas e 329 estão com obras iniciadas.

A presidente faz sua sexta visita ao estado em menos de três meses. Ela ainda participa hoje da formatura de alunos do Pronatec, programa de curso técnico do governo federal. Os eventos ocorrem num momento em que o PSDB acusa o governo federal de manipular dados em suas propagandas no Estado.’
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: