Arco Metropolitano diminuirá tráfego nas principais vias do Rio de Janeiro


"A presidenta Dilma Rousseff participa, nesta terça-feira (1), da abertura de tráfego do Arco Metropolitano (BR-493), do trecho que vai do entroncamento da BR-040 até Itaguaí, no Rio de Janeiro. Com a parceria entre governos federal e estadual, a implantação do trecho de 72 km, que começou em 2008, custou R$ 1,9 bilhão. No percurso, foram realizadas obras de terraplenagem, drenagem pluvial, pavimentação e construção de 156 obras de artes (viadutos, pontes, passarelas e passagens subterrâneas).

A estimativa inicial é que cerca de 32 mil veículos usem a rodovia diariamente na época da inauguração (10 mil carretas e 22 mil veículos leves), atingindo 45 mil em 2030. Com isso, haverá melhora no tráfego das vias expressas de entrada e saída do Rio: Ponte Rio-Niterói, Avenida Brasil, Linhas Vermelha e Amarela e rodovias Washington Luiz e Dutra.

Para o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o Arco Metropolitano é uma obra estratégica para o tráfego de veículos da região.
“É um elo entre todas as rodovias estaduais e federais do estado, e faz uma conexão direta da BR-101 com o Porto de Itaguaí. (…) Por esse ângulo você tem uma ideia da importância dessa ligação. Ela faz essa conexão eliminando o trafego pesado da Avenida Brasil e das zonas urbanas da BR-101, tanto no que se refere ao Rio-Santos como a chegada ao Rio de Janeiro. (…) Com isso, há um ganho na mobilidade urbana muito grande.”
A Arco Metropolitano vai ligar Itaboraí a Itaguaí, num percurso de 145 quilômetros, e se conectar com todas as rodovias federais em território fluminense, integrando ainda os municípios de Nova Iguaçu, Paracambi, Duque de Caxias, Seropédica, Itaguaí e Japeri."
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: