Dilma lidera em SP


"Pesquisa Veritá/247 aponta um quadro equilibrado para a sucessão presidencial entre os dois principais candidatos no maior colégio eleitoral do País; em São Paulo, a presidente Dilma Rousseff teria 28,5% dos votos totais (42,5% dos válidos), contra 23,5% de Aécio Neves (35% dos válidos); em seguida vem Eduardo Campos, com 8,8% dos votos (13,1% dos válidos); nas simulações de segundo turno, no entanto, Aécio venceria Dilma em São Paulo por 51,7% a 48,3% dos válidos; "Mas é uma diferença menor do que os tucanos gostariam de ter em São Paulo", lembra Adriano Silvoni, diretor do Instituto Veritá

Brasil 247

A pesquisa Veritá/247, que levantou intenções de voto na disputa para o governo de São Paulo e também para o Senado, apontando favoritismo dos tucanos Geraldo Alckmin (leia aqui) e José Serra (leia aqui), também indagou aos 2.208 entrevistados sobre quem votariam para a presidência da República.

Neste caso, quem leva a melhor é a presidente Dilma Rousseff, mas a disputa, no maior colégio eleitoral do País, se mostra bastante equilibrada. Se as eleições fossem hoje, ela teria 28,5% dos votos totais, o que representaria 42,5% dos votos válidos. O tucano Aécio Neves aparece em segundo lugar, com 23,5% dos votos totais e 35% dos válidos. Na sequência, aparecem Eduardo Campos, com 8,8% (13,1% dos válidos), e Pastor Everaldo, com 3,3% (4,9% dos válidos).

O Instituto Veritá também fez simulações de segundo turno em São Paulo. Neste caso, as posições se invertem. Aécio teria 34% dos votos no estado contra 31,8% de Dilma, o que representaria 51,7% a 48,3% na apuração dos votos válidos. Contra Eduardo Campos, Dilma venceria no estado, com 32% a 29,4%, ou 52,1% a 47,9% dos válidos.

A pesquisa também captou a avaliação do eleitor paulista a respeito do governo Dilma. Segundo o levantamento, registrado no Tribunal Superior Eleitoral, 4,4% avaliam seu governo como ótimo, 21,3% como bom, 20,2% como regular positivo, 17,8% como regular negativo, 13,5% como ruim e 22,9% como péssimo.

Para o diretor do Instituto Veritá, Adriano Silvoni, os números mostram uma disputa equilibrada em São Paulo. Na sua visão, os resultados ainda estão abaixo da expectativa do PSDB, que gostaria de abrir uma distância maior no estado. No entanto, indicariam acerto na estratégia de buscar um vice paulista, como foi feito com o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP)."
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: