Contas de campanha de Dilma serão aprovadas


"Mesmo com a relatoria do ministro Gilmar Mendes, as contas da campanha presidencial de Dilma Rousseff só não passariam pelo Tribunal Superior Eleitoral se houvesse uma "fratura exposta", informa a jornalista Mônica Bergamo; na pior das hipóteses, serão aprovadas com resssalvas; maior despesa da campanha foi com a empresa Polis, do marqueteiro João Santana, que recebeu R$ 79 milhões; presidência da República também foi reembolsada, em R$ 5 milhões, pelo uso do avião presidencial durante a campanha

Brasil 247

A hipótese de um "golpe" contra a presidente Dilma Rousseff, que viria do Tribunal Superior Eleitoral, não procede.
 
Quem garante é a jornalista Monica Bergamo, colunista da Folha de S. Paulo.
"O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deve aprovar as contas de campanha da reeleição de Dilma Rousseff, ainda que com ressalvas", diz ela. "Atemorizado com a possibilidade de rejeição das contas, ainda mais depois que o ministro Gilmar Mendes foi sorteado para relatar o processo, o governo tem enviado emissários para sondar os magistrados. A possibilidade maior é a de que sejam feitas ressalvas a alguns aspectos da prestação de contas –sem, no entanto, reprová-las em sua totalidade."

Só haveria rejeição, diz um dos ministros do TSE, se houvesse uma "fratura exposta" na prestação de contas.

A prestação de contas aponta como maior despesa os gastos com a Polis Propaganda e Marketing, de João Santana: R$ 78 milhões.

Até mesmo a presidência da República foi ressarcida pelo uso do avião presidencial: R$ 5 milhões."
Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: