“Primeiro compromisso de um governo é escutar”


"Presidente Dilma Rousseff defende o diálogo durante o lançamento do Dialoga Brasil, em Brasília; novo canal de comunicação com a população na internet tem o objetivo de ampliar a participação da sociedade na elaboração de programas do governo, em um momento em que o Planalto enfrenta momentos difíceis, como a alta rejeição; segundo Dilma, trata-se de "uma das maiores e melhores formas democráticas de falar com a sociedade"; "O primeiro compromisso de um governo é escutar, ouvir, receber sugestões, aceitar comentários e críticas. É muito difícil governar um país da dimensão do Brasil sem ouvir as pessoas", afirmou a presidente, ao lado de cinco ministros, que também falaram sobre suas áreas

Brasil 247

Vivenciando um momento político difícil, o governo da presidente Dilma Rousseff lançou nesta terça-feira 28, em Brasília, um novo canal de comunicação com a população na internet, que tem o objetivo de ampliar a participação da sociedade na elaboração de programas do governo.

Em seu discurso, Dilma defendeu que a população possa fazer sugestões, críticas e comentários sobre os programas. A iniciativa, de acordo com ela, é "uma das maiores e melhores formas democráticas de falar com a sociedade".
"O primeiro compromisso de um governo é escutar, ouvir, receber sugestões, aceitar comentários e críticas. É muito difícil governar um país da dimensão do Brasil sem ouvir as pessoas", afirmou a presidente, ao lado de cinco ministros, que também discursaram sobre suas áreas.

"É muito difícil governar um país do tamanho do Brasil sem perceber que as grandes iniciativas que tivemos até agora, elas quase todas vieram através de momentos de participação popular, de diálogos, de críticas, de comentários sobre a situação do país", acrescentou Dilma.

No lançamento, Dilma e os ministros ouviram propostas de representantes da população, em áreas como segurança pública, educação e emprego. De acordo com a descrição da página do Dialoga Brasil no Facebook, a ação vai apresentar 14 temas e 80 programas prioritários do governo "para que a população proponha melhorias nas políticas públicas e na vida dos brasileiros".
Abaixo, reportagem da Agência Brasil:

População poderá conversar com ministros em nova plataforma do governo

Marcelo Brandão - O governo federal lançou hoje (28) o Dialoga Brasil, um novo canal de comunicação com a população na internet. O site (dialoga.gov.br) foi criado para estimular a participação digital nas atividades governamentais. Uma das novidades é que a população poderá conversar com os ministros via bate-papo online, pelo site da plataforma.

O primeiro a conversar com a sociedade será o ministro da Saúde, Arthur Chioro, no dia 6 de agosto. "O Dialoga Brasil cai como uma luva, um estímulo a todos os brasileiros que não puderam participar das conferências de saúde e que não estarão em Brasília [para a conferência nacional] possam ajudar a definir os rumos para a saúde nos próximos quatro anos", disse Chioro.

No dia 13, será a vez da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, estará online no dia 20, e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no dia 27. Todo bate-papo virtual com ministros terá início às 11h.

Por enquanto, apenas as áreas de saúde, educação, segurança pública e redução da pobreza estarão disponíveis à participação pública. Os próximos temas que entrarão no ar são cultura, meio ambiente, esporte e cidades.

Presente ao lançamento, em Brasília, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, ressaltou que o governo tem buscado diálogo com a sociedade ao longo dos anos. "Temos um ambiente forte de participação nos conselhos setoriais, audiências públicas, onde são construídos os programas que modificam pra melhor o nosso país", ressaltou.

A intenção do governo é receber a colaboração de internautas com propostas e opiniões sobre os programas governamentais, com o objetivo de melhorá-los. Para Cardozo, a plataforma vem em "magnífica hora". Essa participacao agora é fundamental para nós, disse ele, e acrescentou: "Estamos revendo o plano de fronteiras e queremos melhorá-lo. Queria muito ouvir o cidadão que vive na fronteira. Por isso é importante a opinião da população".

A apresentação da plataforma aconteceu em um formato diferente do que o governo tem feito, na presença de uma plateia composta por integrantes da sociedade civil organizada e conduzida por uma apresentadora, em um perfil de programa de auditório, exibido pelo canal NBR.

Dirigindo-se à plateia, Tereza Campello convidou todos a conhecerem mais sobre o Bolsa Família e outros programas de sua pasta, e tirarem suas dúvidas. Segundo ela, "um dos programas [na plataforma] é o Bolsa Família. Todo mundo tem alguma coisa pra falar sobre o Bolsa. Todo mundo tem uma opinião. Mas muitos dos nossos resultados continuam desconhecidos, e tem muita gente que fala em cima de mitos, preconceitos".








Postar no Google Plus

About Antonio F. Nogueira Jr.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: